Carregando...

(51)3715-4829(51)98145-0420Av. do Imigrante, 455 ● Santa Cruz do Sul - RS
Início Entrar Cadastro EQUIPAMENTOSINSUMOSACESSÓRIOSCERVEJAS Blog Quem somos Contato Carrinho [0]

Blog

BENEFÍCIOS DA CERVEJA ARTESANAL

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 21/06/2017



Agora sabendo um pouco mais sobre os benefícios da cerveja artesanal, não perca tempo, corre e faça você mesmo sua cerveja!

A Probier tem tudo que você precisa para fabricar cerveja de qualidade. Os equipamentos Probier, são fáceis de mexer, contendo todo sistema automatizado e ocupando pouco espaço, pode coloca-lo onde quiser. 

Ver mais ...

Ajuda a condicionar os cabelos e diminui o risco de diabetes

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 13/06/2017


Condicionador Para Cabelos

Ricos em vitamina B e fermento, cerveja é considerado como um grande condicionador de cabelos. Certifique-se de lavar o cabelo corretamente após, ou o cheiro de cerveja pode permanecer em você por um tempo. Este tratamento também vai deixar seu cabelo macio e brilhoso.

A cerveja é também eficaz no tratamento da caspa. Lavar o cabelo com uma garrafa de cerveja de duas a três vezes por semana e em breve o problema da caspa vai ser uma questão de passado.


Reduz Risco de Diabetes

Muitos estudos descobriram que o consumo moderado de cerveja pode reduzir o risco de doenças como a diabetes. O álcool presente na cerveja aumenta a sensibilidade à insulina, o que ajuda a proteger contra a diabetes.

De acordo com um estudo de 2011 de Harvard de cerca de 38.000 homens de meia-idade, os que bebiam de uma a duas cervejas por dia reduziram seu risco de desenvolver diabetes tipo 2 em 25%.

No entanto, se você tem diabetes, você deve escolher cervejas artesanais com baixos níveis de carboidratos. A cerveja é uma boa fonte de fibra solúvel, uma parte importante de uma dieta saudável para aqueles que sofrem de diabetes.

Ver mais ...

Previne o Câncer da Próstata e Deixa os Ossos Mais Fortes

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 08/06/2017


Previne o Câncer da Próstata

O consumo moderado de cerveja pode proporcionar benefícios anti-câncer também. Cerveja contém xanthohumol, um poderoso antioxidante conhecido por ter propriedades anticâncer.

Ela bloqueia uma reação química que pode levar ao desenvolvimento de câncer da próstata nos homens. Ele também é conhecido por reduzir as chances em mulheres de contrair câncer de mama.


Deixa os Ossos Mais Fortes

Cerveja contém altos níveis de silício, um composto saudável, que é ligada a uma melhor saúde óssea. O silício tem sido encontrado para aumentar a densidade mineral óssea e melhorar a força do osso.

De acordo com um estudo de 2009, feito na Universidade de Tufts, as pessoas mais velhas que têm o hábito de beber cerveja em quantidades moderadas por dia apresentaram maior densidade óssea. No entanto, a cerveja em grandes quantidades irá enfraquecer os ossos e aumentar o risco de fraturas ósseas.

Ver mais ...

Previne pele desidratada e diminui o risco de alzheimer

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 01/06/2017


Previne contra Pele desidratada

Cerveja é considerada boa para a sua pele, pois contém vitaminas e levedura. Além disso, hidrata a pele de dentro e também ajuda a manter o equilíbrio do pH da pele.

Também foi descoberto que os antigos egípcios tomavam banhos de cerveja para hidratar a pele no calor escaldante do deserto. Além disso, o alto teor de água na cerveja ajuda a eliminar as toxinas para fora da pele, o que dá ao rosto um brilho natural.

Você pode tomar um banho de cerveja através da adição de 2 copos de cerveja em uma banheira cheia de água quente. Fique nela durante 15 a 20 minutos. Ele também irá ajudá-lo a relaxar e tirar as toxinas.


Diminui o Risco de Alzheimer

Cientistas da Loyola University Chicago Stritch School of Medicine analisaram diversos estudos e chegaram à conclusão de que moderados bebedores de cerveja tinham 23 por cento menos probabilidade de desenvolver diferentes formas de demência e comprometimento cognitivo.

Esta descoberta pode ser atribuída ao teor de silício na cerveja que ajuda a proteger o cérebro contra os efeitos nocivos de alumínio.

Quantidade elevada de alumínio no organismo é uma das possíveis causas subjacentes da doença de Alzheimer. 

Ver mais ...

Aumenta a Saúde do celebro e previne contra formação de coágulos

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 25/05/2017


Aumenta a Saúde do Cérebro

Pesquisadores da Rush University Medical Center têm mostrado que a cerveja reduz o risco de desenvolver problemas de memória mais tarde na vida em 23%.

A ingestão moderada diminui a incidência da doença de Alzheimer e demência, pois cerveja provoca o crescimento de novas células cerebrais. Além disso, a cerveja permite que o cérebro entre em um estado mais flexível de atenção, melhorando assim a memória, a concentração e poder de raciocínio.

 

Previne Contra Formação de Coágulos

Vários estudos realizados pela American Stroke Association mostraram que cerveja artesanal tem reduzido o risco de acidentes vasculares cerebrais em até 50% em comparação com os não bebem.

De acordo com pesquisadores da Harvard School of Public Health, quantidades moderadas de cerveja diariamente ajuda a prevenir coágulos sanguíneos que bloqueiam o fluxo de sangue para o coração, pescoço e cérebro.

Estes coágulos sanguíneos pode causar acidente vascular cerebral isquêmico, que ocorre quando uma artéria para o cérebro é bloqueada. No entanto, quando você beber um pouco de cerveja, as artérias brevemente tornam-se flexíveis e fluxo sanguíneo melhora significativamente.

Ver mais ...

Redução de Doença Cardíaca e Pedras nos Rins

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo.Em 16/05/2017


Redução de Doença Cardíaca

De acordo com o Eric Rimm, pesquisador da Harvard School of Public Health, a cerveja artesanal  pode diminuir o risco de doenças do coração em cerca de 20% a 40%. Pesquisadores da Universidade de Harokopio em Atenas também descobriram que o consumo moderado desta bebida reduz o risco cardiovascular.

Isto é principalmente devido à fibra solúvel presente na cerveja que ajuda LDL, ou ?mau? colesterol, no sangue. Uma pequena quantidade de cerveja, numa base regular, irá aumentar o nível de HDL, ou colesterol ?bom?, que por sua vez reduz a possibilidade de espessamento e endurecimento das artérias sangue, as duas principais causas de ataques cardíacos.

Também há polifenóis na cerveja, que são antioxidantes saudáveis para o coração.


Redução de Pedras Nos Rins

A cerveja pode diminuir o risco de pedras nos rins. Um estudo na Finlândia foi descoberto que beber cerveja, com moderação diária pode reduzir o risco de desenvolver pedras nos rins em 40%.

O alto teor de água (cerca de 93%) na cerveja ajuda a manter os rins funcionando corretamente e eliminar as toxinas prejudiciais. Além disso, o efeito diurético de cerveja não vai causar a desidratação, o que é uma das principais causas de pedras nos rins.

De acordo com a Academia de Nutrição e Dietética, compostos em lúpulo ajudar a retardar a liberação de cálcio dos ossos, evitando o acúmulo do cálcio perdido nos rins em forma de pedras.

Ver mais ...

Benefícios da cerveja artesanal

Vamos desmistificar um pouco a cerveja, pois, bebendo em poucas quantidades se torna benefício à saúde e ao corpo. Em 09/05/2017

Talvez você não saiba, mas a ingestão de cerveja quando tomado com moderação, pode ser benéfica à saúde. Vários estudos mostram que a cerveja artesanal é boa para a saúde geral e ajuda a afastar muitas doenças.

O consumo varia de 60 ml por dia para mulheres e 120 ml para os homens. Contendo quantidades significativas de nutrientes, incluindo fibra solúvel, magnésio, selênio, potássio, fósforo, biotina, crómio e vitaminas do complexo B, como a vitamina B6, vitamina B12 e ácido fólico, ajudando a prever varias doenças.


Ver mais ...

Cerveja combina com...

Harmonização de cervejas e pratos do dia-a-diaEm 24/03/2017

A cerveja sempre está acompanhada de um tira-gosto nos botecos da vida, mas você já pensou em harmonizá-la com outras refeições? Os diversos estilos da bebida casam com uma série de sabores e podem ir dos mais simples aos mais sofisticado, do prato principal às sobremesas.

Se você não sabe nada de harmonização, uma dica é partir do clássico: queijos e embutidos. "Apesar de ser simples, é gostoso", comenta a sommelier de cervejas Bia Amorim. Ela aponta alguns cuidados: pegar diferentes estilos de cervejas, começar da mais leve para as mais fortes, estar atento à temperatura ideal da bebida, prestar atenção em todos os sentidos e nas quantidades de comida e bebida. "São alguns goles e algumas mordidas. O paladar não pode ficar entediado. A relação da comida com a bebida não pode ser monótona. O paladar precisa ter uma experiência", diz.





Para facilitar, é possível pensar em três tipos de harmonização:

Por corte - Quando a bebida limpa o paladar. "Pega um queijo um pouco mais gorduroso e uma cerveja com mais acidez ou carbonatação maior, que vai cortar a gordura. Eu amo fazer cheesecake de frutas vermelhas com uma Lambic ou Fruit Lambic, que são mais ácidas", exemplifica.

Por complementação - É quando os sabores combinam. "Por exemplo, um queijo mais maturado, mais
defumado, com uma cerveja smoke, uma Rauchbier".

Por oposição -  Quando os sabores se chocam. "Pega uma comida picante e harmoniza com uma cerveja lupulada, mais amarga".



Confira sugestões de harmonizações por estilos:

Pilsen ? Cervejas leves e descontraídas, as cervejas Pilsen pedem harmonizações despreocupadas. "Não podem ser pratos com personalidade muito forte, que matem a cerveja", explica Bia. Segundo a sommelier, elas podem acompanhar bem queijos leves, nozes, amendoins ou castanhas, e pratos que não gerem atrito de sabores, como pastel, croquete e comidas de boteco que tem gordura, mas não tem um sabor muito forte. As de origem tcheca ou alemã podem ser bons temperos para saladas. Bia também cita frutos do mar como camarão, lula e mariscos refogados, de consumo comum em praias, como uma boa alternativa para combinar com Pilsens.

Weiss ? Bia comenta que as cervejas de trigo em estilo alemão são um coringa. "Vai muito bem com saladas como uma caprese, uma caesar salad, com aqueles pratos mais leves da culinária japonesa, um queijo de cabra", comenta. Mas elas também podem ser opção para comida mexicana, pela carbonatação e acidez que apresentam, assim como massas recheadas e comida de boteco.

Vienna Lager ? As Vienna Lager apresentam equilíbrio entre o lúpulo e o malte, e casam bem com hambúrguer grelhado. "O lúpulo limpa o paladar", lembra.

India Pale Ale ? As IPAs têm como estrela o lúpulo e vão bem com comidas gordurosas, pois ajudam a
limpar o paladar. ?Eu gosto muito de IPA com costelinha de porco assada, que você vai comendo até com a mão?, diz Bia.

Rauchbier ? As cervejas com característica defumada também combinam bem com pratos mais fortes e gordurosos. "Brasileiro faz muito churrasco, muita feijoada, pratos com feijão preto e embutidos, e a Rauchbier vai bem com eles".

Porter ou Stout ? Cervejas pretas de origem inglesa, com notas de café e chocolate, harmonizam bem com chocolates. "É muito legal ver como as pessoas se surpreendem. Eu costumo colocar no sorvete", comenta Bia. Mas a sommelier também argumenta que é possível harmonizá-las com presunto cru e queijos azuis, como o gorgonzola.

Fonte: Portal G1

Ver mais ...

CERVEJA – Famílias e Estilos

Famílias e Estilos de cervejas. Descubra qual sabor mais lhe agrada.Em 20/03/2017

O Brasil ocupa o 17º lugar entre os países que mais consomem cerveja mundialmente. Enquanto as cervejas industriais tiveram uma queda de 20% no consumo e consequentemente na produção, as cervejas especiais tiveram alta de 36%.

Mas você conhece os diferentes tipos de cerveja?




As cervejas se caracterizam por suas famílias e estilos. Para acabar de vez com as dúvidas vamos falar um pouco sobre cada família e estilos de cerveja. São três famílias que se diferem pelo tipo de levedura (fermento) que utilizam e sua atuação durante o processo:


Família LAGER

São as cervejas de baixa fermentação.

Na sua grande maioria são estilos de cervejas mais leves e claras, mas também temos dentro dessa família uma grande variedade de cores, aromas, potência de corpo e complexidade.

 

Algums exemplos de estilos da família Lager:

Pilsen: estilo de cervejas douradas, brilhantes, quem apresentam leve amargor. Estilo original

da cidade de Pilsen na Rep. Tcheca. Exemplo: Wäls Bohemian Pils (Belo Horizonte, MG).

Schwarzbier: estilo de cervejas escuras feitas a partir de maltes torrados. Possui aromas estonteantes de torrefação, que lembram chocolate, café e cacau. Apresenta baixo para médio corpo e de paladar seco ao final. Exemplo: Eisenbahn Dunkel (Blumenau, SC).

Bock: estilo de cervejas em sua maioria avermelhadas, mas temos as versões claras (Heller Bock) e também escuras (Dunkler Bock). Apresentam aromas maltados, médio corpo e teor alcoólico superior a 6,3%. Exemplo: Bierbaum Bock (Treze Tílias, SC).


Família: ALE

São as cervejas de alta fermentação.

Geralmente possuem maior corpo e de paladar frutado. Mas os seus gostos e aromas são os mais variados.

 

Alguns exemplos de estilos da família Ale:

Weizenbier ou Weissbier: cervejas de trigo típicas Bavária, região mais ao sul da alemanha.

Na sua grande maioria são não filtradas, mas também existem as versões filtradas e também a versão bock (Weizenbock) desse estilo. Exemplo: Colorado Appia (Ribeirão Preto, SP).

Stout: estilo de cerveja típico do Reino Unido e Irlanda, a marca mais conhecido é a irlandesa Guinness. Apresenta aromas e sabores de torrefação, e dependendo da variante do estilo (Dry Stout, Foreign Extra Stout, Oatmeal Stout, American Stout, Russian Imperial Stout)

ela pode ter baixo ou alto corpo. Exemplo: Bierland Imperial Stout (Blumenau, SC).

Dubbel: estilo típico belga, de coloração marrom, desperta aromas frutados, médio e corpo e equilibrado sabor. Exemplo: Wäls Dubbel (Belo Horizente, MG).


Família: LAMBIC

São cervejas de fermentação espontânea. De paladar bem distinto a sensação de bebê-las lembra em muito a de um vinho espumante. São originárias da região de Leembek na Bélgica.

 

Exemplos de Lambics:

Faro: cerveja lambic com adição de açúcar.

Geuze: blend de cervejas lambic.

Kriek: cerveja lambic com adição de cerejas durante o período de maturação em barrica.

Essas cervejas em quase sua totalidade são belgas, não sei se existem produtores nacionais fazendo essas cervejas, portanto irei citar algumas cervejarias daquele país:

Faro: Liefmanns Faro

Geuze: Geuze Boon Mariage Parfait

Kriek: Mort Subite Kriek


Outras Famílias

Famílias híbridas, que envolvem a mistura de diferentes processos.

Dentro de todas estas famílias temos uma grande variedade de estilos e dentro dos estilos uma infinidade de rótulos tanto de cervejas importadas como nacionais. Para a nossa sorte não precisamos mais ficar presos a somente um marca ou estilo de cerveja!



Bem, agora que você já conhece os diferentes tipos de cerveja, precisa saber com quais comidas elas mais combinam. Mas isto é assunto para o próximo post. Acompanhe! Até mais!

Ver mais ...

Tecnologia FilialDigital